sexta-feira, 29 de abril de 2016

Le Mans: McLaren F1 GTR Gulf (nº34)1996






O carro durante a prova

Das 24 Horas de Le Mans de 1996 o McLaren F1 GTR nº34 do Team Gulf. A miniatura foi fabricada pela Minichamps e a escala é a 1/43. Como sempre nesta marca alemã , o resultado é muito bom.

terça-feira, 26 de abril de 2016

STW: Peugeot 406 - Peugeot Sport - (nº10) 1997





O campeonato STW de 1997 chamou a atenção para o Peugeot 407 da Peugeot Sport com Laurent Aiello.
A miniatura é da Onyx e a escala é 1/43.

sábado, 12 de dezembro de 2015

Capacete Arai RX7 Corsair de Kevin Schvantz (1993)






Kevin Schwantz é um ex-motociclista norte-americano campeão do mundo de GP500 em 1993. Em 1999, Kevin Schwantz foi introduzido no Motorcycle Hall of Fame.
O capacete de Kevin Schvantz era uma Arai RX-7 Corsair cuja estrutura principal é de fibra de vidro, combina diferentes camadas externas patenteadas (Structural Net Composite) e utiliza materiais de densidades diferentes no interior. A ventilação é assegurada por tomadas de ar frontais superiores e inferiores e a viseira é de extração rápida.

A miniatura é da Altaya na escala 1/5




quinta-feira, 12 de novembro de 2015

Capacete Nolan X-802 de Casey Stoner (2011)





Casey Stoner (Kurri Kurri, 16 de Outubro de 1985) é um piloto de motociclismo australiano, sagrado campeão mundial de 2007de MotoGP. Sucedeu ao americano Nicky Hayden e deu à Ducati o seu primeiro título mundial depois que a marca retornou à categoria mais elitizada do motociclismo mundial. Em 2011 foi Campeão de MotoGP com a Honda .

Ao longo da sua carreira Casey Stoner apenas utilizou capacetes do fabricante italiano Nolan e, tal como muitos dos seus compatriotas, o culto pela nação australiana esteve sempre presente nas decorações do capacete. A partir de 2005, o trabalho de Mox Design deu uma inspiraçãomais artistica e luminosa à decoração do seu capacete. Na parte de trás a caricatura do marsupial a pilotar a Honda RC212V com as cores da Repsol deixando um rasto com a bandeira australiana atrás dele. Como é evidente, o número 27 também figura na parte posterior
O Nolan X-802 pertence á gama alta da Nolan . A estrutura principal de três camadas é composta por fibra de vidro, Kevlar e carbono. A ventilação é assegurada por tomadas de ar frontais, superiores e interiores, e o ar canalizado para a saída posterior. A viseira está equipada com um sistema de extração rápida.

A miniatura na escala 1/5 é da Altaya e está bem conseguida



quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Capacete Arai RX-7 GP de Dani Pedrosa






O capacete Arai RX-7 GP foi o sucessor do lendário RX-7 Corsair, tem uma calota exterior muito robusta e resistente fabricada  mediante a sobreposição de camadas de fibras diferentes, denominada "Super Complex Laminate". Possui um revolucionário sistema de ventilação e um aileron ajustável que reduz as turbulencias e a resistencia qiuando o piloto se eleva para travar a grande velocidade.
Os capacetes de Dani Pedrosa , que não gosta de desenhos chamativos nem de mudanças radicais, caracterizam-se sempre por uma decoração simples e sóbria . A empresa japonesa YF Design , responsável pelas decorações de capacetes de Harada, Kato, Abe , Ueda, Ukawa, Tamada e Crivillé, também assina a de Pedrosa. Na parte posterior da protecção destaca-se o bebé samurai que brande uma catana. Um simbolo de identidade desde o inicio, tal como o seu número 26 - texto Altaya

A miniatura é da Altaya na escala 1:5 e está bem conseguida 


Dani Pedrosa em 2012


sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Capacete AGV GP-Tech Marco Simoncelli (2011)





Feito em fibra de carbono e Kevlar, incorpora aquilo a que o fabricante AGV denomina IVS (sistema de ventilação integrado) graças a uma série de condutas com saídas de ar na parte superior e posterior da proteção. O interior da calota está revestido com tecido coolmax que permite reduzir a temperatura. A AGV comercializa uma réplica denominada GP-Tech Simoncelli Tribute. O estúdio Drudi Performance encarregou-se desenho e a empresa DiD Design, propriedade de davide Degli Innocenti, colocou a decoração no capacete. A partir de 2011 a marca de bebidas energeticas Monster passou a ocupar uma grande parte do protector do queixo e as manchas de leopardo, que se situavam ao longo de toda a parte inferior do capacete, ficaram limitadas à zona do pescoço. Na traseira o leopardo com uma aspecto feroz também incorpora na cabeça as duas faixas vermelhas longitudinais simbolo da identidade do capacete de Simoncelli.

A miniatura é da Planeta Agostini  na escala 1/5


terça-feira, 13 de outubro de 2015

Capacete AGV GP-Tech "Five Continents" Valentino Rossi (2009)







A decoração «Five Continents» foi feita no AGV GP-Tech, cujo capacete é composto por fibra de carbono e Kevlar. O revestimento interior é de fibras que protegem do calor e tem várias condutas de ventilação. 

Quando o Mundial se estreou no Qatar , Rossi exibiu pela primeira vez esta decoração, uma vez mais inspirada na contraposição do Sola e a Lua . A influencia oriental, africana e mesmo maori também está patente na profusão de pequenos pormenores , sem esquecer a presença obrigatória do número 46 na parte detrás ou a marca da sua mão direita. Na zona superior do capacete também se pode ver vestígios do esboço original feito à mão  

A miniatura é a da Planeta Agostini na escala 1/5